Capacitação para o enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes para Conselhos Tutelares

Objetivo geral: Facilitar a compreensão das violências a partir de uma perspectiva ecossistêmica que favoreça as intervenções no âmbito dos Conselhos Tutelares.

Objetivos Específicos:

  1. Aproximar o olhar às questões da violência contra crianças e adolescentes de tal forma a facilitar a análise das situações.
  2. Apresentar indicadores cientificamente validados que ajudem a perceber e avaliar as situações de violência.
  3. Proporcionar espaços para pensar e repensar casos concretos para definir as melhores medidas e elaborar as mais adequadas rotas de atuação.
  4. Refletir sobre o trabalho em rede, os momentos e formas de agir em conjunto frente a dinâmicas violentas.

Público: Conselheiros e Conselheiras tutelares e profissionais do Sistema de Garantia de Direitos.

Carga horária: 32 horas /aula

Metodologia: Aprendizagem experimental para o desenvolvimento de competências para a observação e ação em situações de violência contra crianças e adolescentes.

  • Redefinindo as violências contra crianças e adolescentes
  • Identificando situações de violência
  • A atuação do Conselho Tutelar em Rede: limites e possibilidades

Em cada encontro de 8 horas haverá o estudo de um caso prático, de tal forma a exercitar os conteúdos e propor caminhos

Este curso pode ser contratado por um município ou por um consorcio de municípios.

Quantidade máxima de 35 participantes por turma.

Leve o curso para o seu município, informações : capacitacao@conscienciasocial.net

 

Curso avançado de capacitação em violências


Objetivo geral: Aprofundar o conhecimento sobre violência dentro de uma lógica ecossistêmica, oferecendo ferramentas para sua compreensão e intervenção, a partir de reflexão do/a operador/a como sujeito na relação de acompanhamento, dando caminhos para o cuidado e o autocuidado.

Objetivos específicos:

 Ampliar os níveis de percepção do lugar de sujeito (instrumento) da pessoa do profissional na intervenção.

  1. Refletir sobre o papel da/o operador/a como filtro das políticas públicas e ator nos processos humanos e sociais que facilitam desenvolvimentos.
  2. Provocar o debate da necessidade de pontuar a epistemologia do pensar e atuar por meio dos instrumentos de trabalho.
  3. Facilitar a incorporação de práticas de autocuidado e processos de reflexão das práticas como forma de cuidar-se e potencializar o trabalho profissional.
  4. Apresentar a perspectiva de desenvolvimento sob a lógica ecológica, indicando caminhos por onde transitar nas intervenções.
  5. Favorecer a leitura das violências dentro da perspectiva ecossistêmica e identificação de indicadores de avaliação e ação.
  6. Trabalhar conteúdos para o trabalho de promoção de dinâmicas familiares de cuidado e bom trato.

Público: Coordenação e equipes técnicas psicossocial do CREAS, profissionais da responsáveis pelo Monitoramento e Supervisão da Secretaria Municipal de Assistência Social, equipes técnicas de gestão e demais profissionais afins da Secretaria Municipal de Assistência Social. Neste curso poderão ser incluídos profissionais de nível superior que trabalham com violências no âmbito do SUAS e do SUS.

Carga horária: 120 horas/curso

Curso: SUAS e a atuação no CRAS e CREAS. Limites e possibilidades de atuação


Objetivo geral: facilitar a compreensão do papel do CRAS como membro e articulador da Rede de Proteção Social no território e do CREAS como articulador da proteção social de média complexidade, esclarecendo sobre a atuação dos profissionais técnicos e coordenação e promovendo a construção de metodologia de intervenção e de organização para os Centros de Referência em Assistência Social do município
Público: Direção, Coordenação e unidades territoriais de execução (CRAS) da Política de Proteção Social Básica do Município e do CREAS e principais parceiros. Podem ser convidados participantes que trabalhem em serviços que tenham conexão direta com o CRAS e CREAS e a Proteção Social do município.

Curso: O trabalho social com famílias – compreendendo a família e caminhos para seu fortalecimento familiar


Objetivo geral: Reciclar o conhecimento sobre a forma de ver as famílias e as relações familiares. Desenvolver capacidades na percepção as possibilidades que as famílias têm de enfrentar suas crises e superá-las. Mobilizar equipes para o trabalho transdisciplinar.
Público: Coordenação e equipe técnica do CREAS e dos CRAS, profissionais técnicos da Prefeitura dos serviços de acolhimento de crianças e adolescentes, , da equipe multiprofissional da Vara da Infância e Juventude e demais equipes técnicas de instituições parceiras.
Nesta capacitação poderão participar conselheiros tutelares, conselheiros municipais, estagiários e outros profissionais que trabalham com famílias que não tenham necessariamente formação técnica. 

Curso: O trabalho social com famílias – metodologia e instrumentais


Objetivo geral: Ampliar o conhecimento sobre as dinâmicas relacionais das famílias que se utilizam dos serviços das Redes de Proteção/Garantia do Município. Apresentar novos instrumentos de avaliação e intervenção com famílias em risco social e pessoal. Desenvolver capacidades para a atenção de casos a partir de aplicação prática dos instrumentos aprendidos. Reforçar o trabalho transdisciplinar em equipes multiprofissionais.
Público: Coordenação e equipe técnica do CREAS e dos CRAS, profissionais técnicos da Prefeitura, da equipe multiprofissional da Vara da Infância e Juventude e demais equipes técnicas de instituições parceiras.
Esta capacitação é recomendada para público técnico  com formação em serviço social e psicologia.

Capacitação em metodologias para o desenvolvimento de habilidades parentais para serviços de convivência e fortalecimento de vínculos

Objetivo geral: Apresentar metodologias e desenvolver capacidades para a organização e aplicação de atividades para o fortalecimento das relações e vínculos familiares.
Público: Coordenação e equipes técnicas dos CRAS e do CREAS, profissionais técnicos da Prefeitura, e demais equipes técnicas de instituições parceiras que trabalham com crianças e famílias na prevenção e promoção da convivência familiar. Nesta capacitação poderão participar estagiários e outros profissionais que trabalham com famílias que não tenham necessariamente formação técnica. 

Curso de capacitação para Conselhos Tutelares


Objetivo geral: ampliar o conhecimento e a sensibilização para as questões relativas aos direitos humanos de crianças e adolescentes a partir do reconhecimento da amplitude e do papel ético dos conselheiros tutelares. Mobilizar conselheiros para o desenvolvimento de metodologia de trabalho em colegiado e o registro de informações pertinentes e úteis para pensar políticas públicas.
Público: Conselheiros Tutelares; Conselheiros Municipais de Direitos das Crianças e Adolescentes, Conselheiros de Assistência Social; Equipes técnicas das Secretarias Municipais de Desenvolvimento e Assistência Social; Equipes técnicas  de CREAS; Equipes técnicas de CRAS; e demais membros da Rede de Proteção Social do Município.

Capacitação para Conselhos Municipais (Assistência Social e Conselhos transversais: idoso, criança e adolescente e mulher)


Objetivo geral: ampliar o conhecimento e a sensibilização para as questões relativas aos direitos humanos e à assistência social, a partir do reconhecimento da amplitude e do papel ético dos conselheiros municipais.
Público: Conselheiros Municipais e gestores de organizações sociais que executam programas de atenção às famílias, crianças, adolescentes e idosos.

Capacitação para compreensão das normas e atuação dentro do Sistema de Acolhimento de Crianças e Adolescentes: acolhimento institucional e familiar


Objetivo geral: ampliar a compreensão e sensibilidade de profissionais e voluntários de serviços de acolhimento de crianças e adolescentes frente às novas propostas nas formas de atuar e de se posicionar dentro da rede de proteção social.
Público: Diretores, Coordenadores e equipes técnicas de Abrigos e Programas de Famílias Acolhedoras; Conselheiros Municipais de Direitos das Crianças e Adolescentes, Conselheiros de Assistência Social; Equipes técnicas das Secretarias Municipais de Desenvolvimento e Assistência Social; CREAS; CRAS; Conselheiros Tutelares; equipes multidisciplinares das Varas da Infância e Juventude

Capacitação para cuidadores de crianças e adolescentes dentro de Sistemas de Acolhimento institucional


Objetivo geral: Contribuir para a qualidade da capacitação das equipes responsáveis pelo cuidado de crianças e adolescentes em serviços de acolhimento institucional, a partir do desenvolvimento de habilidades de cuidado dentro de uma lógica de bom trato.
Público: Educadores/as, auxiliares de educadores/as; Diretores, coordenadores e equipes técnicas de Serviços de Acolhimento institucional; Equipes técnicas das Secretarias Municipais de Desenvolvimento e Assistência Social; CREAS; Conselheiros Tutelares; equipes multidisciplinares das Varas da Infância e Juventude.

Capacitação para cuidadores de crianças e adolescentes dentro de Sistemas de Acolhimento institucional


Objetivo geral: Contribuir para a qualidade da capacitação das equipes psicossociais de serviços  de acolhimento institucional e familiar.
Público: Equipes técnicas de Serviços de Acolhimento institucional e familiar; Coordenadores dos serviços de Acolhimento; Equipes técnicas das Secretarias Municipais de Desenvolvimento e Assistência Social; equipes de CREAS; Equipes multidisciplinares das Varas da Infância e Juventude

Oficina de Capacitação para elaboração do Plano Municipal de Assistência Social (PMAS)


Objetivo geral :
capacitação teórica e oficina prática para a produção dos principais insumos para a elaboração do Plano Municipal de Assistência Social do Município
Público: Equipes do órgão gestor de Assistência Social do Município, Conselheiros Municipais de Assistência Social e demais interessados na participação da elaboração do plano Municipal de Assistência Social.
Nota: Esta atividade depende da elaboração de um Diagnóstico Municipal de Assistência Social.

Oficina de Capacitação para elaboração do Plano Municipal dos Direito da Criança e do Adolescente (PMDCA)


Objetivo geral: Capacitação teórica e oficina prática para a elaboração do Plano Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes.
Público: Equipes do órgão gestor de Assistência Social do Município, Conselheiros Municipais de Direitos das Crianças e Adolescentes e de Assistência Social, profissionais dos principais programas e projetos de atenção à criança e adolescente no município e demais interessados na participação da elaboração do plano Municipal DCA.
Nota: Esta atividade é melhor desenvolvida se o município tiver elaborado um Diagnóstico Municipal DCA.

Curso para Elaboração de Projetos Sociais


Objetivo Geral: Oferecer oportunidade aos participantes de pensar um projeto social que busque o enfrentamento a um problema objetivo, dentro de um contexto mais amplo das políticas públicas vigentes. Treinar o uso da matriz de marco lógico
Público: Equipes de organizações da sociedade civil sem fins lucrativos e órgãos governamentais, Conselheiros Municipais de Direitos e Assistência.

 

Entre em contato: capacitacao@conscienciasocial.net